Especiais

[Especial] Café. Mitos e Verdades. (Parte 1)

Conforme eu tinha falado na última quarta-feira, hoje estarei iniciando um especial de 4 semanas falando tudo sobre o café. Espero que gostem e aproveitem as informações.

Introdução

© THINKSTOCKO café sempre teve uma reputação conflitante – É um prazer com culpa ou um elixir salvador? Este estudo vai explicar tudo sobre ele.

É difícil evitar histórias sobre quais comidas são obrigatórias nas brigadas contra o câncer. A primeira opção era seleta de legumes e sementes, então o vinho tinto, chocolate escuro e café. Os jornais sempre nos dizem que antioxidantes combatem os radicais livres, e que as palavras “polifenóis antioxidantes” tem sido o foco. A gigante de alimentos Nestlé, inclusive, vende um café chamado Nescafé Verde (Não existe no Brasil no site da Nestlé, é claro, para que vender produtos saudáveis para o terceiro mundo) , anunciado como “contendo altos níveis de polifenol antioxidande de ocorrência natural o qual pode ajudar as células dos danos do dia a dia”. O café contem grãos de café crus (Verdes) em uma tentativa de aumentar os níveis de antioxidantes.

O café é uma das fontes mais ricas de fenóis na dieta ocidental e pode agrupar uma boa variedade de antioxidantes, na teoria, teoricamente protegendo as células se os mecanismos naturais do corpo falham em manter os níveis de oxigênio sob controle. No entanto a história é bem mais complexa do que uma simples batalha entre antioxidantes e radicais livres. Todos os produtos ricos em antioxidantes, do vinho tinto ao café, tem modo de ação bem mais súbito do que imaginado, diz Alan Crozier, um Bioquímico especialista em plantas na University of Glasglow, UK.

Veneno ou Remédio?

© ALAIN POL, ISM / SCIENCE PHOTO LIBRARY

Bactérias da digestão no cólon faz com que os antioxidantes do café sejam absorvidos mais rapidamente

Não há certeza se o café faz mal para a saúde. No entanto, estudos epidemiológicos, os quais envolviam questionar as pessoas sobre a quantidade de café ingerido e acompanhar a saúde deles durante anos, sugerem que pessoas que consomem café regularmente tem menos chances de sofrerem de câncer em vários locais, incluindo fígado, cólon, oral e esofágico. Em 2008, uma equipe de pesquisadores da Harvard Medical School em Cambridge, US e na Universidade de Madrid na Espanha, liderado por Esther Lopez Garcia, teve acesso a dados de dois grandes estudos epidemiológicos que acompanharam mais de 125 000 pessoas por duas décadas. Eles concluíram que o consumo regular de café não estava associado com o aumento na taxa de mortalidade. De fato, considerando fatores de risco, como peso, consumo de cigarros e doenças específicas, a equipe sugeriu que pessoas que bebiam mais café tinham menos probabilidade de morrer por ter um risco menor de sofrer alguma doença cardiovascular.

O café tem sido indicado para ajudar em casos de gota (diminuindo os níveis de ácido úrico), cáries dentárias e cálculos biliares. A lista continua. Um caso em particular, há uma evidência forte de que o café fornece alguma proteção contra o diabetes do tipo 2.

Próximo tópico: Visão química e Suco Gástrico – Compostos importantes do café e absorção pelo organismo. Não Percam!

Anúncios

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s