Notícias

Vacina Humana usada no tratamento de câncer de próstata em ratos.

Pesquisadores e colaboradores da Clinica Mayo no reino Unido conseguiu curar tumores na próstata já bem estabelecidos em ratos usando uma vacina humana sem efeitos colaterais aparentes. Essa nova proposta no tratamento do câncer encoraja o sistema imunológico a se livrar dos tumores na próstata sozinho sem assistência dos produtos tóxicos da quimioterapia e tratamentos de radiação. Esse modelo de tratamento pode, algum dia, ajudar pessoas a viverem livres do tumor com menos efeitos colaterais do que os experimentados nas terapias atuais.

Créditos: CDC/Dr. Edwin P. Ewing, Jr.

Esta fotomicrografia revelou alterações histopatológicas indicativas de adenocarcinoma, da próstata.

“Nós estamos esperançosos de que isso vai superar alguns dos principais obstáculos que nós encontramos com o tratamento imunoterápico contra o câncer.” Diz Ricard Vile, Ph.D. imunologista na Clínica Mayo, professor da Richard M. Schulze Family Foundation e autor líder do estudo. Testes clínicos podem ser iniciados dentro de dois anos.

A pesquisa de imunoterapia de Mayo, liderada por Dr. Vile, já se demonstrou promissora no tratamento do câncer de próstata e melanoma. Também é um candidato proeminente para o tratamento de cânceres mais agressivos, tais como pulmonares, cerebrais ou pancreáticos.

Para desenvolver esse novo método, geneticistas montaram pequenos pedaços de código genético de tecido de próstata de pessoas saudáveis em uma biblioteca de um DNA complementar (DNAc). Esse pedaços de DNAc foram, então, inseridos em um enxame de virus da estomatite vesicular (VEV), o qual foi cultivado e re-introduzido no rato de teste como uma vacina durante uma séria de injeções intravenosas.

O desenvolvimento de DNAc compreensivo de tecido da próstata de pacientes saudáveis representa a chave para o sucesso da imunoterapia. Todas as infecções, alergias e problemas de tecido, incluindo tumores, possuem uma impressão única chamada de antígeno – uma proteína molecular que aciona uma resposta do sistema imunológico. Dr. Vile implantou os antígenos do câncer de próstata através dos VEV que sofreram mutação para desenvolver uma explosão das células T do rato. Após a exposição ao vírus, o sistema imunológico do animal reconheceu o antígeno presente no vírus e produziu uma resposta imune potente para atacar os tumores na próstata.

“Ninguém sabe realmente quantos antígenos o sistema imunológico consegue realmente enxergar nas células cancerígenas.” Diz Dr. Vile. “Apresentando todas essas proteínas em vírus altamente imunogênicos, nós aumentamos a visibilidade delas para o sistema imunológico. O sistema imunológico acha, agora, que está sendo invadido pelos vírus, o qual estão apresentando antígenos relacionados ao câncer que devem ser eliminados.”

Tentativas anteriores de utilizar vacina contra câncer de próstata e outros tipos de tumores cancerosos tem sido largamente prejudicadas devido à incapacidade dos pesquisadores de isolar uma coleção robusta e diversificada de antígenos das células tumorais. Devido a isso, os tumores geralmente sofrem mutação se re-estabelecendo apesar do sistema imunológico.

O uso de vírus como vetores para DNAc supera a dificuldade de isolar antígenos em células tumorais dando ao sistema imunológico uma imagem mais completa do invasor cancerígeno.

Esse estudo foi uma colaboração da Mayo com Alan Melcher, Ph.D e Peter Selby, Ph.D, ambos do Centro Clínico de Pesquisa do Câncer UK no Hospital Universidade St. James e professores no Instituto de Medicina Molecular Leeds, Universidade de Leeds, UK.

Co-autores do artigo: Timothy Kottke; Jose Pulido, M.D.; Feorillo Galivo, Ph.D.; Jill Thompson; Phonphimon Wongthida, Ph.D.; e Rosa Maria Diaz, Ph.D., todos da Clínica Mayo; Fiona Errington, Ph.D.; John Chester, Ph.D.; Peter Selby, Ph.D.; e Alan Melcher, Ph.D., all of the Centro Clínico de Pesquisa do Câncer UK no Hospital Universidade St. James e  Instituto de Medicina Molecular Leeds, Universidade de Leeds, UK.; Heung Chong, Ph.D., do Hospital da Escola Média St. George, Londres; Hardev Pandha, Ph.D., da Universidade de Surrey, Guildford, UK; e Kevin Harrington, Ph.D., do Instituto de Pesquisa do Câncer, Londres.

Fonte: Mayo Clinic. “Human vaccine used to cure prostate cancer in mice.” ScienceDaily, 20 Jun. 2011. Web. 22 Jun. 2011.

Anúncios

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s