Notícias

Reduzir o Sal não reduz o risco, diz Estudo.

Uma revisão da literatura científica descobriu que deduzir o consumo de sal não causa uma redução de uma pessoa de sofrer eventos cardiovasculares ou morrer prematuramente.

Uma análise publicada pela Biblioteca Cochrane e disponível no American Journal of Hypertension descobriu que não existem evidência que a redução do sal reduziu a mortalidade ou a morbidez causada por doenças cardiovasculares, tanto em pessoas com pressão normal, quanto quem sofre de pressão alta.

A revisão, liderada por Rod Taylor da faculdade Península de Medicina e Odontologia na Universidade de Exeter verificou sete estudos os quais examinaram quase 6500 articipantes.

Eles descobriram que, enquanto a redução do sódio causou uma pequena redução na pressão sanguínea, não houve evidências de que a redução do consumo de sal diminuiu ou aumentou a mortalidade cardiovascular.

“As pessoas, nos testes que analisamos, reduziram o consumo de sal em quantidade moderada, então o efeito na pressão sanguínea e em doenças do coração não foi significativo”, diz Taylor.

Eles dizem que um futuro estudo incluindo 18 000 participantes seria necessário para ter conclusões mais precisas.

“Com o governo determinando limites de consumo cada vez menores e fabricantes de alimentos trabalhando para remover o sal de seus produtos, é de extrema importância que nós façamos uma grande pesquisa e testes para ter um completo entendimento dos benefícios e riscos da redução do consumo de sal”, diz Taylor.

Resposta de Segurança

Robert Walker da Escola de Medicina da Universidade de Otago, Nova Zelândia, diz que, reduzindo o consumo de sal, pode reduzir a pressão sanguínea.

“Porém, a pressão sanguínea não é o único risco cardiovascular e, portanto, deve ser visto, no contexto global da redução de risco, como a única intervenção para reduzir os ataques cardíacos”, diz ele.

Delvina Gorton, da Fundação para o Coração, diz que eles vão continuar a aconselhar as pessoas a reduzirem o consumo de sal.

“A redução das taxas de risco sugeriram um efeito benéfico da redução moderada de sal, mas o tamanho da amostragem foi muito pequeno para a tendência ser conclusiva”, diz Delvina.

Pressão alta,  ou hipertensão, é o maior fator de risco para doenças cardiovasculares, como parada cardíaca, ataques cardíacos e derrames, que são os principais causadores de morte no mundo.

Na Austrália, o Conselho Nacional de Pesquisa Médica e Saúde Nacional sugere que o consumo seja entre 4 e 6 gramas de sal por dia ara adultos. Mas dados da Divisão Australiana da Ação Mundial Sobre o Sal e a saúde demonstra que os homens Australianos consomem até 10 gramas por dia e as mulheres, até 7 gramas.

.

.

.

Fonte: ABC Science

Anúncios

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s