Notícias

Redução no aumento do nível do mar geram questionamentos.

Tem quem diga que eu gosto de polêmicas, mas verdade seja dita, eu não consigo acreditar totalmente nessa tempestade toda que o mundo faz com o aquecimento global. Entendam, eu acho sim que existe algum efeito nos gases emitidos inconsequentemente pela população, mas não acho q seja essa monstro gigantesco que a mídia e o governo apresentam. Foi interessante ter me deparado com essa reportagem porque ela apresenta uma estudo com uma visão diferente da que a mídia apresenta para nós, mesmo precisando de mais estudos. Boa leitura!

Em um estudo publicado sobre o aumento do nível do mar na Austrália e Nova Zelândia criou alguns questionamentos a respeito do efeito da mudança do clima nos oceanos.

Phil Watson, um pesquisador costeiro, em parceria com o Escritório de Meio Ambiente e Patrimônio de Nova Gales do Sul, analisou dados de quatro mareógrafos localizados em Fremantle, Sidney, Newcastle e Auckland, coletados desde a muito tempo em 1897.

Ele percebeu que, nos estudos, vários eventos de longo prazo como as mudanças na orbita lunar,eventos do El Niño e a Oscilação do Pacífico decadal afetam os níveis do oceano em uma base periódica. Para remover esses efeitos, os dados foram convertidos em uma média de movimentação a cada 20 anos.

“As séries até 2000 da média móvel de 20 anos do nível do matar demonstram claramente mudanças no nível do mar que vem aumentando com o tempo, porém com taxas decrescentes,” escreveu Watson em seu estudo publicado no Jornal da Pesquisa costeira.

Ele disse que os seus medidores mais confiáveis, localizados em Fremantle e Auckland, demonstram um aumento no nível do mar de aproximadamente 120 milímetros entre 1920 e 2000, ou 1,5 milímetro por ano. Mas esse aumento vem reduzindo em uma taxa de 0,02 a 0,04 milímetros por ano.

“A tendência à desaceleração também foi evidenciada em análises detalhadas de registros de  25 maareógrafos localizados nos EUA de mais de 80 anos,” ele escreve.

“Ainda é necessário mais estudos para racionalizar a diferença entre a tendência à desaceleração evidenciado nas séries de tempo no nível do mar global e na desaceleração relativamente constante evidente em registros de longo prazo em mareógrafos Australianos”.

Debate sobre as descobertas

Dr. Howard Brady, um geólogo aposentado e, atualmente, associado honorário na Escola de Biologia na Universidade Macquarie em Sidney, diz que o estudo apresenta uma lacuna entre os modelos e os dados históricos.

“Modelagem é muito importante porque pode nos dar alguma ideia de como as coisas interagem, mas não necessariamente nos fornece uma previsão precisa do futuro,” diz Brady. “A ideia que a ciência já está estabelecida… isso não é verdade”.

Dr. Kathleen McInnes, uma pesquisadora climática No Centro de Pesquisa Marinha e Atmosférica na CSIRO, diz que uma variedade de fontes são usadas ara analisar o nível do mar, incluindo mareógrafos, satélites e registros geológicos.

Ela descarta as informações de que o nível do mar vai aumentar apenas em 15 centímetros esse século.

“O estudo de Watson não é sobre previsões do futuro, é sobre observações do passado. Traçar alguma conexão é ilusório”, diz McInnes. (Mas a ciência não diz que entenderemos o futuro observando o passado???)

Ela diz que os registros mais atuais do IPCC prevêem que o nível do mar vai aumentar de 20 a 80 centímetros até o fim desse século.

“Existe uma gama muito maior de evidências apoiando as previsões do IPCC do que um único estudo na literatura científica. Você têm que ser muito cuidadoso quando um único estudo é citado como se fosse a realidade da ciência”

.

.

.

.

Fonte: ABC Sciênce

Anúncios

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s